Home > Notícias
09/11/2021

Data System movimenta mais de R$7 bilhões em vendas por ano

Presente como uma necessidade no dia a dia dos brasileiros, o varejo de moda se mantém forte e ilustra um cenário positivo, mesmo diante dos desafios causados pela pandemia. De acordo com um levantamento da Associação Brasileira do Varejo Têxtil (Abvtex), em dezembro de 2021 - período com alto índice de vendas - 9 em cada 10 das redes varejistas apresentaram resultados positivos, em comparação ao mesmo mês de 2020.

Representando esse salto benéfico no setor varejista, a Data System, empresa líder no desenvolvimento de softwares para franquias, multimarcas e monomarcas de roupas e calçados, apresenta um crescimento de 51% referente ao número de lojas atendidas entre 2020 e 2021. Atualmente, o leque da empresa é composto por 3,1 mil lojas em todo país e entre os grandes nomes do mercado estão: Constance Calçados, Mundial Calçados, Martinez, Estrela Lojas, Labellamafia, Elmo Calçados, Edmais, Humanitarian, Sinhá Moça, Timax Calçados, entre outras.

Rodrigo Roland, CEO da Data System, explica que a "jogada de mestre" para driblar os obstáculos que a covid-19 trouxe, estava ligada diretamente a tecnologia, visto que mais do que nunca os empresários precisavam de novas estratégias para manter as operações das lojas.

Para o varejo de moda, a Data System oferece o ERP/ PDV 4.0, sistema de gestão que além de oferecer soluções tradicionais dos pontos de venda (PDV's), como caixa, controle de metas de vendas, crediário e vale presente, também faz a gestão completa para gerenciamento de estoque, CRM, compras e financeiro, extrai dados e relatórios desenvolvidos especificamente para o setor, possibilita a integração com diversas plataformas, como: e-commerce, contador de fluxo de pessoas, pagamentos digitais como PIX, link, criptomoedas e carteiras digitais, entre outros.

Por ano, o sistema de gestão registra no PDV mais de R$7 bilhões de vendas do varejo. Além disso, no momento, mais de 40 mil usuários utilizam o sistema de gestão. Rodrigo ressalta que o principal benefício que as lojas podem ter com a implantação do sistema é a evolução tecnológica.

"Escolher um sistema especialista no setor varejista significa ganhar agilidade para conquistar melhores resultados. Visto que tratamos nosso sistema como sinônimo de evolução da gestão de acordo com a realidade e momento de cada negócio", comenta Rodrigo.

Tecnologia potencializa resultados no varejo de moda
O objetivo da empresa é entregar de forma rápida as inovações do mercado de moda para os lojistas, por isso, o PDV 4.0 representa principalmente essa agilidade e comprometimento em ajudar a potencializar os negócios no varejo de moda.

Basicamente, o sistema contempla a gestão multiloja, ou seja, permite que a retaguarda faça uma análise do desempenho das vendas e compras de forma integrada (grupo de lojas), e também, de forma individual. Além disso, os lojistas podem contar com uma ferramenta de B.I (business intelligence) com análises inteligentes para entender o perfil e hábitos de consumo de cada região, índice de recompra, giro de estoque, entre outras funcionalidades.

"O benefício de ter uma ferramenta especializada em gestão de lojas de calçados e roupas é que entendemos profundamente as rotinas e especificidades da operação, nosso objetivo é proporcionar uma gestão ágil com decisões amparadas por indicadores", afirma Alex Marques, diretor comercial da Data System

Na prática, a usabilidade do PDV 4.0 pode contemplar várias funções, como: avaliar o desempenho da compra da última coleção por grupo de produtos, grade, cor e marca, se algum produto desempenha melhor em uma determinada região e vende menos na outra, ao invés de promover a "queima" da margem do produto, é possível transferi-lo de forma fácil e rápida para outra loja do grupo que está vendendo com markup cheio.

Além disso, na hora de fazer uma nova compra para abastecer o estoque, é possível analisar de forma prática, por meio do aplicativo - ferramenta nativa e integrada ao PDV 4.0 - ou mesmo pelo relatório do sistema, como foi o giro de estoque, timeline do markup, vendas por grupo de produtos, grade e faixa de preços de determinado fornecedor. O sistema dispõe de diversas análises que cruzam dados de compras, venda e estoque atual.

Por último, ter o cadastro de um produto com uma estrutura mercadológica para moda é essencial para entender o desempenho das compras versus vendas. O resultado do crescimento do varejo de moda é amparado por decisões ágeis e baseadas em dados, resultando na assertividade. O PDV 4.0 é o meio para que isso aconteça, oferecendo informações estruturadas e especializadas no segmento.

Varejo de moda 2022: foco em resolver dores dos lojistas
Para esse ano, a Data System pretende democratizar a tecnologia para todas as lojas de roupas e calçados do Brasil, visto que a proposta do PDV 4.0 é traduzir as principais tecnologias, com um investimento acessível para as redes de lojas.

O Brasil por ser tipicamente um país continental, traz um impacto cultural grande. Além das particularidades de cada estado, há um comportamento diferente entre os consumidores das metrópoles e do interior. "Um exemplo claro dessa regionalização está na grande adesão do crediário próprio em lojas do interior, isso traz junto uma necessidade do sistema de atender áreas, como: gestão de aprovação de crédito e cobrança.

"A forma de pagamento crediário chega a representar 80% do faturamento de alguns grupos de loja que são clientes da Data System. Para ajudar, contamos por exemplo com a ferramenta de credit score e integração com órgãos de crédito", explica Alex.

Outro fator de destaque para 2022 está nos meios de pagamento digitais, que são integrados ao PDV 4.0, PIX, link, carteiras digitais e até criptomoedas, estão entre as opções. "Essa porta de entrada para novos métodos de pagamento impacta diretamente na experiência do consumo, pois é mais fácil e simples para o consumidor, além de trazer mais segurança na gestão da loja - uma vez que tudo é integrado, trazendo confiança para quem compra e vende", explica Marques.

Além disso, a disponibilidade de aplicativos como checkout mobile desenvolvido pela Data System também está entre o leque de opções que ganham evidência para esse ano. Essa ferramenta permite uma experiência diferenciada e integrada ao sistema de gestão (PDV 4.0), permitindo finalizar a venda em qualquer ambiente da loja ou mesmo na venda delivery, que cresceu grandemente no cenário de pandemia.

Por trás da tecnologia no varejo de roupas e calçados
A fim de atender as necessidades dos lojistas quando o assunto é tecnologia, a Data System investe em talentos a todo momento. Atualmente, o time de desenvolvimento da empresa é composto por 48 colaboradores, em mais de cinco estados diferentes, cerca de ⅓ deles estão trabalhando constantemente no sistema de gestão de forma 100% remoto, e os demais no modelo híbrido.

Em 2021, a Data System foi considerada uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil com Tecnologia de Informação (T.I), de acordo com a GPTW (Great Place to Work). Atualmente, a empresa possui mais 120 profissionais, considerando a divisão que 90% do time está na matriz em Limeira (SP) - que possui quase 100m²-, e 10% ficam na região metropolitana de São Paulo, na unidade de negócios - coworking de 15m², com colaboradores focados em negócios, ou seja, na expansão da empresa.

"Estar presente na capital paulista nos ajuda a conquistar algumas vantagens, como: viabilizar pontos de contato com oportunidades de negócios, além das parcerias, por se tratar de uma cidade que abriga um ecossistema forte, e que evolui constantemente e é um trampolim para as empresas de tecnologia. Há uma estimativa que somente no estado de São Paulo, o tamanho do mercado de moda é de aproximadamente 100 mil lojas, de acordo com o SEBRAE, ou seja, potenciais clientes que podem se beneficiar da nossa solução", finaliza Rodrigo.

Sobre a Data System
Há quase 30 anos no mercado de varejo e tecnologia, a Data System é líder no desenvolvimento de softwares para lojas de calçados e roupas - que movimenta mais de R$7 bilhões em vendas por ano. Possui mais de 3 mil clientes por todo o país, com grandes varejistas no leque como: Constance Calçados, Mundial Calçados, Martinez, Estrela Lojas, Labellamafia, entre outras. Além disso, em 2021, a empresa foi considerada um dos melhores lugares para se trabalhar com Tecnologia de Informação (T.I) no Brasil, de acordo com a GPTW. Saiba mais em: https://www.datasystem.com.br/